Atenção, o seu browser está desactualizado.
Para ter uma boa experiência de navegação recomendamos que utilize uma versão actualizada do Chrome, Firefox, Safari, Opera ou Internet Explorer.

Comunicado - Estado de Emergência em Portugal

Portugal 20/3/2020

A Corticeira Amorim, tendo presente a proteção dos seus colaboradores, das suas famílias e das comunidades, tem vindo a atualizar desde do passado dia 2 de março um Plano de Contingência que visa a prevenção e mitigação dos riscos associados à disseminação do vírus COVID-19. O Plano de Contingência, elaborado, executado e monitorizado por uma equipa multitask especialmente criada para o efeito, inclui um conjunto de medidas de largo espectro que estão alinhadas quer com as determinações da Organização Mundial de Saúde (OMS), quer com as orientações da Direção Geral de Saúde (DGS). De resto, o Plano de Contingência da Corticeira Amorim abrange paralelamente outras normas complementares que entendemos fundamentais para assegurar o bem-estar permanente dos todos os funcionários, a laboração das diversas unidades industriais e a continuidade dos inúmeros negócios. Desta forma, estamos também a cuidar de que responderemos sem interrupções às necessidades dos nossos clientes hoje distribuídos pelos cinco continentes. Acrescente-se que o nosso Plano de Contingência, coordenado, então, pelo Grupo de Emergência para o COVID-19, é revisto, reforçado e atualizado diariamente tendo em atenção o evoluir da pandemia. Enunciamos abaixo as principais medidas do nosso Plano de Contingência, mantendo assim informados os nossos diversos stakeholders.

 

1. Plano de Contingência (de acordo com as diretrizes emanadas pela DGS)

  • Salas de isolamento: identificação e preparação de salas de isolamento bem como procedimentos a adotar em caso de colaboradores com sintomas; em cada centro de trabalho/empresa encontra-se disponível uma sala de isolamento para poder reagir a situações de sintomas de Covid-19.
  • Quarentenas de colaboradores regressados de zonas de risco – esta medida é própria da empresa.
  • Quarentenas a colaboradores que tenham tido contacto indireto de 1º nível com doente com infeção confirmada – esta medida é própria da empresa.

2. Acesso a instalações

  • Restrição de visitas de e a clientes.
  • Controlo de acessos nas portarias, com áreas próprias para pessoas externas (motoristas, fornecedores).
  • Desfasamento de entradas e saídas de turnos e setores por forma a evitar aglomerações de pessoas.
  • Medição de temperatura – (a implementar a partir de 23.03) – medição de temperatura à entrada. Temperatura acima de 37,5 implica que colaborador /VISITA não trabalhe e acione os mecanismos de proteção à sua saúde (contactando o SNS).

3. Espaços de refeição

  • Redução do número de lugares na cantina e desfasamento de horários de modo a evitar grande concentração de pessoas.
  • Desfasamento de horários e limitação do número de pessoas nas salas de lanche e interdição temporária das zonas comuns de café.

4. Reforço da higiene no trabalho

  •  Aumento da frequência das limpezas das instalações com produtos de desinfeção próprios.
  • Limpeza/desinfeção individualizada dos postos de trabalho nas mudanças de turno.
  • Disponibilização de desinfetante (álcool gel) em vários pontos das empresas de modo a que os colaboradores possam proceder à desinfeção periódica.

5. Deslocações em contexto profissional

  • Restrição máxima em viagens (não realizar na medida do possível).

6. Regras de socialização

  • Adiamento das ações de formação que implicam presença em grupo.
  • Restrição e limitação de reuniões presenciais e do nº de pessoas em reunião por sala.
  • Salas de lanche com horários de frequência e nº de pessoas limitado em função da dimensão da sala.

7. Home office

  • Implementação do teletrabalho – Modalidade adotada por uma grande parte das estruturas administrativas e técnicas de suporte, reduzindo ao mínimo a presença das funções de suporte às operações.

8. Planos de continuidade de negócio

  • Todas as Unidades de Negócio definiram e ativaram planos específicos que contemplam alternativas para diferentes cenários.

9. Comunicação

  • Campanha de Comunicação - com indicação das medidas de autoproteção individual; reuniões; sensibilização e formação.