Atenção, o seu browser está desactualizado.
Para ter uma boa experiência de navegação recomendamos que utilize uma versão actualizada do Chrome, Firefox, Safari, Opera ou Internet Explorer.

Uma liderança sustentável

“Totalmente natural, reutilizável e reciclável, a cortiça interioriza-se com a consciência ecológica da sociedade contemporânea.”

A Corticeira Amorim lidera uma atividade económica paradigmática em termos de desenvolvimento sustentável. Ao promover a extração cíclica da cortiça, sem danificar as árvores, a empresa viabiliza o montado de sobro, um recurso natural e renovável, com inúmeros benefícios ambientais, económicos e sociais.

As florestas de sobreiros são importantes sumidouros naturais de CO2, regulam o ciclo hidrológico, protegem contra a erosão e os incêndios e fomentam uma biodiversidade de importância equiparada a regiões como a Amazónia, o Bornéu ou a savana africana.

É a extração da cortiça que mantém a vitalidade dos montados e que promove o desenvolvimento económico, ambiental e social que lhe está associado, permitindo que milhares de pessoas continuem a viver e a trabalhar em zonas áridas e semiáridas. Este contributo tridimensional concorre para que a cortiça se distinga entre as matérias-primas sustentáveis.

Impacto Positivo no Balanço de Carbono

A Corticeira Amorim promoveu um estudo independente da sua pegada de carbono. Considerando o efeito de sumidouro do montado de sobro, viabilizado pela indústria da cortiça, a atividade da empresa resulta num sequestro anual de carbono que supera em mais de 15 vezes as emissões de gases de efeito de estufa de toda a cadeia de valor. Ou seja, numa altura em que a neutralidade carbónica se apresenta como um dos desafios da sociedade para garantir a preservação do Planeta Terra, a Corticeira Amorim desenvolve uma atividade com impacto positivo em matéria de gases com efeito de estufa, capturando mais CO2 do que aquele que emite.

Combate às Alterações Climáticas

O sobreiro é uma espécie de crescimento lento, que desempenha um importante papel na captura de CO2, utilizando as suas raízes, folhas, tronco e casca - a cortiça - para o armazenar ao longo de toda a sua vida, que pode facilmente ultrapassar os 200 anos. Os produtos de cortiça mantêm esta capacidade de armazenamento ao longo de todo o seu ciclo de vida, prestando um importante contributo na redução da pegada de carbono de diversas aplicações.
As conclusões de um grupo de investigadores do Instituto Superior de Agronomia (ISA) não deixam dúvidas quanto ao importante papel do sobreiro e do ecossistema que o envolve: por cada tonelada de cortiça produzida, o montado sequestra mais de 73 toneladas de CO2.

Economia Circular

Totalmente natural, reutilizável e reciclável, a cortiça alinha-se perfeitamente com a consciência ecológica da sociedade contemporânea. A Corticeira Amorim tem implementado um processo produtivo integrado, através do qual assegura a reutilização de todos os subprodutos resultantes da transformação da cortiça. Não existem, por isso, desperdícios ou resíduos de cortiça, dando uma nova dimensão à velha máxima de que "nada se perde, tudo [regressa ao processo produtivo e] se transforma". Na verdade, este conceito que atualmente está na base da Economia Circular remonta, na Corticeira Amorim, a 1963, ano em que se criou uma empresa com o objetivo de valorizar os subprodutos da produção de rolhas de cortiça, que até então eram apenas residualmente aproveitados.

A empresa apoia também várias iniciativas para recolha e reciclagem da cortiça em cinco continentes e, apesar de nenhuma árvore ser cortada durante todo o processo produtivo, alguns desses programas, particularmente o programa Green Cork em Portugal, revertem a favor da reflorestação de áreas em risco com árvores autóctones, em particular, sobreiros. 

Sendo a cortiça um material que promove sinergias com outros materiais e subprodutos, sempre que viável, são utilizados como matéria-prima materiais reciclados de outras indústrias, poupando recursos naturais existentes no Planeta e reduzindo os problemas associados à sua eliminação.

Gestão sustentável da floresta de sobreiros

 "Consciente da singularidade do setor da cortiça, a Corticeira Amorim assume como nenhum outro player a responsabilidade na preservação do precioso ativo que é o montado de sobro."

A Corticeira Amorim reconhece a gestão sustentável do montado de sobro como uma prioridade estratégica. Neste âmbito, procura sensibilizar os proprietários agroflorestais para a conservação do montado de sobro e para a adoção de boas práticas que melhorem os serviços fundamentais que os ecossistemas prestam a toda a população estimulando as boas práticas agrícolas e florestais.

Pioneira na obtenção dos primeiros certificados do Forest Stewardship Council (FSC®) de cadeia de custódia na indústria da cortiça, a Corticeira Amorim foi a primeira empresa de packaging do mundo a alcançar esta certificação.

Projeto de Intervenção Florestal

A Corticeira Amorim promove e lidera, desde 2013, um Projeto de Intervenção Florestal que, desenvolvido em estreita parceria com produtores florestais, instituições de investigação e entidades locais, visa assegurar a manutenção, preservação e valorização das florestas de sobro e, consequentemente, a produção contínua de cortiça de qualidade.
A iniciativa abrange um conjunto de importantes áreas de intervenção, que se desenvolvem sob o lema “cuidar do presente, construir o futuro” e segue as seguintes linhas de atuação:

  • desenvolvimento de sistemas de rega com instalação melhorada;
  • sequenciação do genoma do sobreiro;
  • melhoramento do sobreiro;
  • combate a pragas e a doenças.

No final de 2018, a Corticeira Amorim realizou o seu primeiro investimento em propriedade florestal, adquirindo a Herdade da Baliza, situada na zona de Castelo Branco/Tejo internacional, com uma área total de 2866 hectares.

Nesta Herdade, a Corticeira Amorim pretende investir no montado e colocar em prática, com carácter demonstrativo, todas as novas técnicas de instalação e condução de povoamentos de sobreiro com o objetivo de aumentar a produtividade e rentabilidade dos mesmos.

Pilares Estratégicos

Económico

A Corticeira Amorim afirma-se, a cada dia, como uma empresa ímpar no panorama empresarial internacional.

Graças a um investimento sem paralelo no setor em I&D+i, detém um vasto portefólio de produtos sustentáveis que são usados pelos principais clientes de indústrias tão diversas e exigentes como a aeroespacial, a construção, o design de interiores e de moda, assim como vinhos & espirituosos.

Como resultado, a cortiça é reconhecida como um material de excelência, que responde aos principais desafios da sociedade atual, beneficiando as pessoas, o planeta e o crescimento sustentado das organizações.

Saber mais

Social

Um dos valores centrais da Corticeira Amorim é a motivação dos recursos humanos e a criação das condições para o sucesso da organização junto dos seus colaboradores.

Na área da responsabilidade social, onde se integram os temas da Gestão do Capital Humano e da Saúde, Higiene e Segurança, a Corticeira Amorim assume a responsabilidade de desenvolver as qualificações e competências dos colaboradores, proporcionando-lhes um ambiente de trabalho seguro, saudável, equilibrado do ponto de vista físico, social e psicológico e isento de juízos de natureza discriminatória. 

Ambiental

O contributo da empresa para a sustentabilidade ambiental inclui os aspetos da Gestão Sustentável do Sobreiro, a Eficiência Energética e as Alterações Climáticas, através, por um lado, da promoção de soluções de cortiça e da preservação das florestas de sobreiro e, por outro, da implementação de tecnologias e processos produtivos eco-eficientes.

Várias unidades são certificadas de acordo com as principais normas nacionais e internacionais e inúmeros investimentos têm permitido aumentar a eficiência dos processos e melhorar a monitorização dos consumos, reduzir as emissões de carbono e simultaneamente assegurar a reutilização de todos os subprodutos resultantes da transformação da cortiça.

Até os granulados mais pequenos são usados como uma importante fonte de energia.

A empresa apoia ainda várias iniciativas de reciclagem.